Mundo Husqvarna

Jardinando - Jardinagem
Publicado em 10 de novembro de 2016

Atraia pássaros para o jardim

É simples povoar o jardim com pássaros: basta plantar as espécies que mais os atraem

por Rosalba da Matta Machado

Um belo jardim é muito mais do que apenas uma composição com a arquitetura. Ajuda também a melhorar o micro clima local com suas sombras e cobertura vegetal além de proporcionar agradáveis momentos ao ar livre. Essas ocasiões podem ficar ainda mais aprazíeis com a presença de pássaros, com suas belas melodias. Para tanto bastar escolher as espécies corretas, entre árvores, arbustos e palmeiras. Seguem algumas sugestões:

 

Árvores grandes

 

Sabiá-da-mata (Colubrina grandulosa) – árvore nativa do Brasil (AC, PA, RO, RR, CE, MA, PB, PE, DF, MT, MG, RJ, SP, PR, RS, SC) que atinge 20 m de altura. É uma espécie ornamental em boa para ser usada em grandes parques. Produz inúmeros pequenos frutos que amadurecem principalmente entre dezembro e fevereiro. Atrai, entre outros pássaros: sabiás e sanhaços.

 

Sapucainha (Carpotroche brasiliensis) – árvore nativa do Brasil (AC, BA, ES, MG, RJ) que atinge 20 m de altura e é semi-decídua (as folhas caem durante todo o ano, mas não totalmente). Produz frutos arredondados de tamanho médio que amadurecem entre agosto e setembro. Atrai, entre outros: periquitos, papagaios e jandaias.

 

Jenipapo (Genipa Americana) – árvore nativa do Brasil (AC, AM, PA, AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SE, DF, GO, MS, MT, ES, MG, RJ, SP, PR) que atinge 25 m de altura, perenifólia (não perde as folhas) e de rápido crescimento. Produz frutos grandes, arredondados. Atrai, entre outros, emas e papagaios.

 

Ipê (Tabebuia impetiginosa) – árvore nativa do Brasil (BA, CA, GO, MG, PE, PI, SP) atinge 20 m de altura e é caducifólia. Suas flores atraem beija-flores e periquitos.

 

Árvores médias

 

Copaíba (Copaifera langsdorffii) – árvore nativa do Brasil (AC, AM, BA, DF, GO, MS, MG, SP, PR, RS) que atinge 15 m de altura. Produz frutos de tamanho pequeno amadurecem entre dezembro e março quando a árvore perde a folhagem. Atrai, entre outros: sabiás, jacus, jacutingas.

 

Tucaneiro (Citharexylum myrianthum) – árvore nativa do Brasil (BA, ES, MG, PR, RJ, RS, SC, SP) que atinge 15m de altura. Inúmeros frutos vermelhos, com polpa carnosa que amadurecem entre janeiro e março. Atrai, entre outros pássaros: jacutingas, juritis, bem-te-vis, sabiás, guaxes, sanhaços, tesouras, suiriris e pombas.

 

Araçá (Psidium cattleianum) – árvore originária do Brasil (RS, SC, PR, SP, RJ, MG, ES, BA, SE, PE, CE) que atinge 15 m de altura. Produz frutos amarelos, arredondados e suculentos que atraem entre outros, jacutingas, beija-flores, sabiás, ciganas, japins, saíras, macucos, inhambus, tuins, rolinhas, jandaias, papagaios e periquitos.

 

Mamica-de-porca (Zanthoxylum rhoifolium) – árvore nativa de todo o Brasil, atinge 15 m de altura, é perenifólia e produz numerosos pequenos e oleosos frutos, extremamente atrativos para gaturamos, cucurutados, pica-paus, bem-te-vis, tesouras, jandaias, tuins, sabiás, sanhaços, trinca-ferros, suiriris, periquitos, rolinhas entre outros.

 

Árvores pequenas

 

Embaúba (Cecropia pachystachya) – árvore nativa do Brasil (AM, PA, BA, CE, MA, PB, PE, PI, SE, DF, GO, MS, MT, ES, MG, RJ, SP, PR, RS, SC) que atinge 7 m de altura. Tem crescimento rápido e é perenifólia. Produzem frutos suculentos ao longo do ano e atraem diversas espécies, como: tucanos, pica-paus, trinca-ferros, sanhaços, tuins, jandaias, saíras, periquitos, gaturamos, arapongas, pipiras, sangues-de-boi, saís-andorinha, guaxes e sabiás entre outras.

 

Amoreira (Morus nigra) – árvore originária do sudeste asiático, caducifólia (perde as folhas) e produz pequenos e suculentos frutos de setembro a novembro. Atinge 5 m de altura. Atrai, entre outros: bem-te-vis, saíras, sabiás, sanhaços, tiês.

 

Acerola (Malpighia glaba) – árvore originária das América Central e da América do Sul, e produz pequenos, vermelhos e suculentos frutos durante todo o ano. Atinge 3 m de altura. Atrai, entre outros: saíras, sabiás, sanhaços e gaturamos.

 

Escova-de-macaco (Callistemon viminallis) – árvore originária da Austrália, e produz flores vermelhas durante Primavera e Verão. Atinge 7 m de altura. Atrai beija-flores.

 

Pitanga (Eugenia uniflora) – árvore originária da América do Sul, América Central, parte da América do Norte e parte da África, e produz flores vermelhas durante Primavera e Verão. Atinge 4 m de altura, frutifica entre a Primavera e Verão. Atrai, entre outros, bem-te-vi, jacus, arapongas, sabiás, sanhaços e gaturamos.

 

Arbustos e Herbáceas

 

Piracanta (Pyracantha coccinea) – arbusto originário da Ásia e Europa, atinge 3 m de altura e possui espinhos. Produz inúmeros frutos vermelhos e amarelos entre verão e outono. Atrai, entre outros: tico-ticos, pardais, bem-te-vis, saíras, sabiás, sanhaços.

 

Camarão-amarelo (Pachystachys lutea) – arbusto originário do Peru, atinge 1,2 m de altura. Suas flores amarelas atraem beija-flores.

 

Ixora-rei (Ixora macrothyrsa) – arbusto originário da Sumatra, atinge 2 m de altura. Aprecia pleno sol e regiões tropicais e subtropicais. Suas flores vermelhas produzidas o ano todo atraem beija-flores.

 

Palmeiras

 

Jerivá (Syagrus romanzoffiana) – palmeira originária do Brasil, atinge 9 m de altura. Frutifica ao longo do ano e seus frutos atraem araras, papagaios, periquitos, jandaias, tucanos, jacus, mutuns, bem-te-vis, sanhaços, tico-ticos, gaturamos, saíras entre outros pássaros

 

Açaí (Euterpe oleraceae) – palmeira nativa do Brasil (AM, AP, PA, MA, PO, AC, TO), e Venezuela, Colômbia, Equador e Guianas. Atinge 12 m de altura. Produz frutos pequenos com polpas que frutificam na Primavera. Atrai tucanos, galos-da-terra, anambés, periquitos, jandaias, jacutingas, araçaris, surucuás, galos-da-terra, mutuns, inhambus, urus entre outros.

 

Seafórtia (Archotophoenix cunninghamiana) – palmeira nativa da Austrália que atinge 20 m de altura. Produz frutos vermelhos muito ornamentais que frutificam ao longo do ano. Atrai pássaros como periquitos, jandaias, sabiás, sanhaços entre outros.

 

 

 

*Rosalba da Matta Machado é formada em Engenharia Agronômica pela Universidade de Brasília e especialista em paisagismo – área que trabalha desde 2001, idealizando jardins para áreas residenciais, comerciais e governamentais.

Informe os dados abaixo para finalizar o seu cadastro

Campos com (*) são obrigatórios

Obrigado pelo seu cadastro!

Agora aproveite e confira os nossos conteúdos.