Mundo Husqvarna

Mercado Florestal
Publicado em 9 de novembro de 2017

O que você precisa saber sobre a madeira Maçaranduba

Muito utilizada na marcenaria, a madeira Maçaranduba, também conhecida como Aparaiú ou Parajú, é extremamente dura e resistente à umidade.

A Maçaranduba é uma das principais árvores do Brasil. Ela pertence ao grupo de espécies do gênero Manilkara e chega a 20 metros de altura, com tronco de até 60cm de diâmetro. Suas folhas são longas e agrupadas nas extremidades dos ramos, e as flores são brancas ou esverdeadas.

 

Muito frequente nas matas litorâneas do sul do Estado da Bahia, norte do Estado do Espírito Santo, o nome varia conforme suas regiões de ocorrência. Na Amazônia, você ouvirá Aparaiú, Marapajuba-da-várzea, Maçaranduba, Marapajuba, Maçaranduba-de-leite e Maçarandubinha. No sul da Bahia e regiões Sul e Sudestes, Maçaranduba e Paraju.

 

Da árvore Maçaranduba, você consegue utilizar o látex, que é comestível; o fruto, também comestível e às vezes comercializado e, por fim, a madeira de cor vermelho-acastanhada. Falando em madeira, a árvore produz madeira pesada, dura e resistente, que escurece ao contato com o ar e, por esse motivo, é usada tanto para construções pesadas, como dormentes ferroviários, pontes, estacas e vigas, quanto para mobiliário de alta qualidade.

Imagem meramente ilustrativa

Portanto, se você planeja utilizá-la na construção de um móvel ou galpão externo, ou colocá-la no telhado de casa ou no deck que planeja inaugurar no verão, saiba que ela possui textura fina, granulação lisa e um brilho moderado. O cheiro da madeira, por sua vez, é imperceptível, fator importante para quem tem alergias ou prefere um material de odor neutro.

 

Confira algumas indicações para o uso da madeira, bem como informações sobre preço, durabilidade e densidade.

 

Dicas para o uso da Maçaranduba

 

Motosserra Husqvarna 61

 

Serrar uma árvore de Maçaranduba não é fácil. Conforme mencionado acima, ela atinge de 30 a 40 metros de altura, com diâmetro que varia entre 60 e 120 cm. Dentre as árvores da região Amazônica, é das que atingem maior porte. À vista disso, você precisará de uma motosserra robusta e potente, além de uma boa técnica não apenas para criar um ambiente de trabalho seguro, mas também para ser mais eficaz ao trabalhar.

 

Uma sugestão eficiente é a 61, um dos modelos mais antigos da Husqvarna, criado especialmente para o abate de árvores e corte de toras que requerem elevada potência. Entre os benefícios deste equipamento estão, além do deslocamento do cilindro e da potência, 61.5 cm³ e 2.9 kW, respectivamente, a empunhadura dianteira e o sistema LowVib. A primeira proporciona uma posição de trabalho mais ergonômica e o sistema LowVib  amortece as vibrações, tornando o equipamento confortável de usar, mesmo após longos períodos de trabalho.

Em suma, a Motosserra 61 contribui para a eficiência do processo de corte, garantindo a segurança e bem-estar do trabalhador. É leve, eficiente, extremamente fácil de manobrá-la e  garante a potência que você precisa no caso da árvore de Maçaranduba.

 

Prego para madeiras

 

Se você pretende utilizá-la na construção de algo, escolha um prego especial. Como a madeira é muito dura e resistente, pregos comuns não conseguem penetrá-la. Por esse motivo, você precisará investir em pregos para madeiras, também conhecidos como pregos tipo ardox, que fornecem uma fixação adequada e impedem que a madeira rache. Além de serem sulcados em espiral como um parafuso, são compridos o suficiente para atravessar a primeira madeira e penetrar na segunda com o mesmo comprimento que na primeira.

Para bater no prego, se você não possuir parafusadeira, escolha um martelo de unha de 650 a 950 gramas, que possui um lado para martelar e uma espécie de garra do outro lado para retirar os pregos.

 

Agora, se você deseja cortá-la ou aplainá-la, saiba que a tarefa será moderadamente difícil, mas fácil de colar, aparelhar e tornear. Por essa última qualidade, a madeira é ótima para criação de tacos de bilhar ou arcos de violinos.

 

Preço da Maçaranduba

 

O preço varia conforme a finalidade do uso. Em suma, depende do que você quer fazer com a madeira. Uma ripa de 5×2 de Maçaranduba bruta custa em torno de R$ 3,00, enquanto uma viga de 20×6, também bruta, sairá por R$ 40,00.

 

Durabilidade

 

A Madeira de maçaranduba é resistente ao ataque de fungos apodrecedores e cupins subterrâneos. Apresenta moderada resistência aos cupins-de-Madeira-seca e baixa resistência aos xilófagos marinhos.

 

Tratando-se de umidade, ela é bastante resistente, pois costuma apodrecer apenas na superfície; a água não atinge o miolo da madeira com facilidade. Justamente por esse motivo, na hora do acabamento, é melhor você apostar em produtos que não são à base de água – como tintas e vernizes.

 

Densidade

 

Madeira altamente densa, com 13% de umidade tem 1.010 kg/m 3, verde tem 1.320 kg/m3 , seca rapidamente ao forno ou ao ar livre.

Informe os dados abaixo para finalizar o seu cadastro

Campos com (*) são obrigatórios

Obrigado pelo seu cadastro!

Agora aproveite e confira os nossos conteúdos.