Mundo Husqvarna

Jardins
Publicado em 28 de dezembro de 2015

Crisântemo: cores e formas diferentes na composição do jardim

Com uma multiplicidade de cores, o crisântemo é uma ótima opção para grandes espaços.

shutterstock_232286266Foto: Shutterstock

O crisântemo (Chrysanthemum), da família Asteraceae, é uma flor ornamental originária da Ásia e, por mais que suas pétalas possuam uma gama de cores, seu nome significa “flor dourada”, vindo do grego “chrysos”.

 

Sendo uma excelente opção de decoração devido aos seus formatos diferentes, a flor de crisântemo ainda possui várias cores, como amarelo, branco, vermelho, azul e roxo. Dependendo do formato, pode apresentar mais de uma cor misturada, geralmente com uma no centro e pétalas periféricas de outra cor.

 

Leia também:

>>Antúrio: beleza da inflorescência para o canteiro do jardim

>>Celósia: a planta que será o destaque do jardim

 

Cultivo

O aconselhável é cria-los em locais protegidos do sol a pino, já que a planta se adapta melhor ao clima ameno do inverno. A luminosidade que entra por janelas abertas já é o suficiente para o crisântemo.

 

Florescendo naturalmente no inverno, há a opção de produção de crisântemo o ano inteiro em estufas, usando tecnologias artificiais.

 

Seu pequeno porte – com menos de um metro de estatura – faz com que os crisântemos sejam vendidos envasados, sem a necessidade do consumidor prepara-lo para plantar e já prontos para serem utilizados na decoração da casa.

 

Se houver interesse em multiplicar a planta, deve-se utilizar o método de estaquia, removendo mudas de cerca de 5cm das ponteiras da planta original.

 

Clima e solo

Seu cultivo pode ser ao ar livre ou em estufas – nesses dois locais, é necessário que a temperatura varie entre 18 a 25° C para que o crisântemo produza flores de qualidade.

 

A escolha do sistema de irrigação depende do tipo de solo, da quantidade de água e dos recursos disponíveis. As opções são aspersão baixa para os canteiros e sistemas de gotejamento para vasos.

O solo ideal para o cultivo do crisântemo deve ser poroso, apresentando densidade entre 0,6 – 0,7, rico em matéria orgânica e ter boa drenagem. O PH deve estar entre 5,5 e 7,0. Além disso, a adubação deve ser rigorosa para se ter resultados positivos na produção.

Informe os dados abaixo para finalizar o seu cadastro

Campos com (*) são obrigatórios

Obrigado pelo seu cadastro!

Agora aproveite e confira os nossos conteúdos.