Mundo Husqvarna

Agricultura Familiar
Publicado em 24 de agosto de 2015

Agricultura familiar brasileira é modelo para a Venezuela

Governo venezuelano demonstra interesse em modelo adotado no Brasil.

20150824_Agricultura familiar brasileira é modelo para a VenezuelaFoto: Shutterstock

A experiência brasileira no fortalecimento da agricultura familiar, na promoção da segurança alimentar e no combate à fome suscitou o interesse do governo Venezuelano de conhecer as políticas públicas adotadas no país. Nos dias 24 e 25 de agosto, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, estará em Caracas, capital do país sul americano, para apresentar as principais ações da pasta – que têm como foco a democratização do acesso à terra, a inclusão produtiva e a ampliação de renda da agricultura familiar.

 

O ministro Patrus será recebido pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. O convite para dialogar com autoridades venezuelanas e visitar o país partiu do Ministério de Agricultura e Terras da Venezuela em maio deste ano.

 

Na ocasião, o ministro Patrus Ananias destacou que os avanços brasileiros no combate à fome ocorreram porque, nos últimos 10 anos, o país colocou o tema do acesso à alimentação no centro da agenda do governo e desenvolveu um conjunto de políticas públicas que reduziram e estão eliminando a fome no país.

 

“Queremos estabelecer boas parcerias na agricultura familiar com a Venezuela. Temos muito que aprender com eles e podemos partilhar nosso conhecimento também”, salientou o ministro brasileiro.

 

Durante sua agenda na Venezuela, Patrus Ananias também visitará Guárico, estado localizado a 200 quilômetros da capital. O objetivo é conhecer empreendimentos da agricultura familiar e assinar uma carta de intenções para cooperação entre o Brasil, a Venezuela e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

 

Em junho desse ano, a Venezuela recebeu reconhecimento da FAO por alcançar o objetivo do Desenvolvimento do Milênio – que consiste em reduzir a proporção de pessoas que passam fome à metade antes de 2015 –  e as metas propostas em na Cúpula Mundial de Alimentação.  No entanto, o país ainda encontra dificuldades para combater a escassez de alimentos e remédios, situação que causa queixas frequentes por parte da população.

 

O secretário de Agricultura Familiar (SAF/MDA), Onaur Ruano, e a chefe da Assessoria para Assuntos Internacionais e de Promoção Comercial (AIPC/MDA), Cristina Timponi, também participam da agenda na Venezuela.

 

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Informe os dados abaixo para finalizar o seu cadastro

Campos com (*) são obrigatórios

Obrigado pelo seu cadastro!

Agora aproveite e confira os nossos conteúdos.