Mundo Husqvarna

Agronegócio
Publicado em 12 de setembro de 2017

3 técnicas para melhorar a qualidade do solo para plantio

A melhoria do solo é essencial. Para ajudá-lo, separamos 3 técnicas para melhorar a qualidade do solo e obter mais produtividade no plantio.

Um solo de qualidade é essencial para toda a produção agrícola. Mas nem todos estão aptos para o cultivo e seu melhoramento é uma tarefa recorrente para quem trabalha no campo. Para ajudá-lo nessa tarefa, separamos 3 técnicas que você pode utilizar para melhorar a qualidade do solo e obter mais produtividade no plantio.

Prepare a área com cuidado

A primeira coisa a se fazer é escolher o local do plantio. Ele deve ser plano, com boa luminosidade, isolado e com disponibilidade de água para irrigação. Feito isso, você deve preparar a área com cuidado para aumentar as chances de sucesso do seu plantio, seja ele pequeno ou grande. À vista disso, você precisa de um equipamento de confiança, que torne o trabalho de capina e aração mais fácil.


O motocultivador TR 430
é uma boa escolha devido ao seu  deslocamento tracionado. O movimento para frente é realizado com as facas no sentido reverso que garante um melhor resultado de trabalho em solos compactados com homogeneização constante.

Utilize adubo verde para melhorar a vida do solo

Quando se fala em adubação, pensamos na utilização de fertilizantes químicos. O problema destes tipos de fertilizantes é que fazem mal à saúde do consumidor. Uma alternativa é a adubação verde, uma das variedades de adubação orgânica, gerada a partir do cultivo de plantas. Além de menor custo de produção, esse tipo de adubo reduz o risco de intoxicação dos trabalhadores e dos alimentos e melhora a capacidade do solo de produzir sob determinadas condições de manejo.


A adubação verde pode ser feita de duas maneiras. A primeira é o plantio das sementes e grãos (girassol, amendoim, feijão e aveia) de leguminosas ou gramíneas em meio às lavouras permanentes. Isso porque essas espécies se associam com bactérias fixadoras de nitrogênio, nutriente essencial para o crescimento das plantas. A segunda é o plantio direto, em que primeiro se plantam as sementes e depois em cima da palhada são cultivadas outras culturas, como as hortaliças.


No entanto,  o gasto do adubo verde é muito grande. E é justamente aqui que encontra-se a principal desvantagem deste tipo de adubagem. Para quem é dono ou trabalha com pequenas propriedades, se torna custoso manter o terreno coberto com estas espécies. Neste caso, uma boa opção é utilizá-las em conjunto com culturas mais econômicas.

Aposte na Minhocultura para fertilização do solo

Já comentamos por aqui que a fertilização do solo é importante para o desenvolvimento do seu negócio agrícola, pois a quantidade de nutrientes presentes reflete diretamente em sua produção. Quando o solo é pobre de nutrientes, ele necessita de adaptações para o cultivo e, neste caso, você pode apostar na Minhocultura. Essa técnica, que pode ser considerada um tipo de adubo orgânico, utiliza minhocas para garantir um solo repleto de nutrientes. Elas ajudam de duas formas:

 

Através dos túneis

 

Enquanto procuram comida, as minhocas cavam pequenos túneis na terra que, por criarem um espaço oco na terra, arejam o solo para que as raízes das plantas “respirem” melhor e escoam a água da chuva e de irrigação.

 

Através da produção de húmus

 

Como minhoca se alimenta de detritos de outros animais ou plantas, quando despeja suas fezes no solo, colabora na produção do húmus. O húmus é a matéria orgânica que inclui fezes e decomposição de animais, restos orgânicos de plantas e é essencial para o enriquecimento e fortalecimento do solo.

 

Com essas três dicas, você conseguirá melhorar a qualidade do solo para plantio e, por consequência, sua plantação. Confira os principais nutrientes para seu negócio agrícola.

 

Fonte: Mundo Educação, Ecycle e Emater MG

Informe os dados abaixo para finalizar o seu cadastro

Campos com (*) são obrigatórios

Obrigado pelo seu cadastro!

Agora aproveite e confira os nossos conteúdos.